prefeitur
devilson

‘Nunca pensei que seria assim’, diz médica cubana durante despedida

1.412

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Médicos cubanos que estão deixando as cidades na região noroeste paulista após decisão do governo de Cuba de sair do programa Mais Médicos foram homenageados nesta quarta (21) e quinta-feira (22), em Fernandópolis e Araçatuba (SP).

A médica cubana Dânia Gomes estava em Fernandópolis desde 2016. Ela agradeceu o carinho dos colegas e falou sobre a saída dos cubanos da rede pública.

“Foi algo muito repentino, porque na verdade deveria terminar em fevereiro, março, mas assim, no momento, todos se surpreendem, nunca pensei que seria assim. Volto para Cuba e vamos ver o que acontece”, afirma a médica.

Já em Araçatuba (SP), os 23 médicos cubanos, que estavam trabalhando na cidade, foram homenageados nesta quarta-feira. A cerimônia aconteceu na Câmara de Vereadores. O atendimento ficou prejudicado nesta quarta-feira com a saída dos cubanos.

Os profissionais receberam certificados e jalecos da prefeitura. Oito médicos devem continuar em Araçatuba porque criaram vínculo familiar na cidade.

Médicas cubanas foram homenageadas em Araçatuba — Foto: Reprodução/TV TEM

Médicas cubanas foram homenageadas em Araçatuba — Foto: Reprodução/TV TEM

Reflexos em Fernandópolis

Por causa da saída de médicos cubanos, algumas cidades sofrem com o atraso e lotação nas unidades básicas de saúde. E em unidades que haviam só médicos cubanos, o local ficou vazio.

Em Fernandópolis, unidade básica de saúde praticamente vazia no bairro Bernardo Pessoto, onde o atendimento nesta quinta-feira foi apenas odontológico.

A UBS é uma das cinco de Fernandópolis que a partir desta quinta-feira estão sem médicos por causa da saída dos seis profissionais cubanos que trabalhavam no município.

Já situação é bem diferente na Unidade de Pronto Atendimento da cidade. Sem médicos nas UBS’s a orientação é que o paciente procure a UPA e já no primeiro dia sem os cubanos o movimento foi bem maior. Em um período que os profissionais costumam atender entre 15 e 20 pessoas, eles atenderam mais de 60.

Reflexos em Fernandópolis e também em São Francisco, outro município da região. A médica cubana que trabalhava na única UBS da cidade, também já não atendeu na quinta-feira.

Na área que ela atuava agora só ficou um profissional que vai ter de dar conta dos pacientes dele e também da médica cubana.

“Tudo é agendado e agora tivemos de avisar aos moradores e vamos reagendar assim que saber que teremos outro médico”, afirma o diretor de saúde da cidade, Antônio Carlos dos Santos.

Pacientes aguardam por atendimento em Fernandópolis — Foto: Reprodução/TV TEM
G1

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

você pode gostar também
Comentários
carregando...
WhatsApp Logo Fale conosco via WhatsApp
ga('require', 'GTM-5C3R9D4');