bamyam

Polícia Civil investiga advogado por ter forjado o próprio sequestro e fugir de casamento

259

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

A Polícia Civil investiga o caso de um homem que teria forjado o próprio sequestro para fugir do casamento com a noiva de São José do Rio Preto (SP).

De acordo com o delegado José Luiz Barboza Júnior, a vítima registrou um boletim de ocorrência no distrito policial alegando que o noivo, Marcelo Henrique Morato Castilho, de 34 anos, havia sido sequestrado um dia antes do casamento.

Durante a investigação, a polícia constatou que o caso era de estelionato. “Nós passamos a apurar melhor os fatos verificando a documentação apresentada pela própria vítima e fazendo conexão com um caso anteriormente investigado aqui pelo DP”, explica.

“Levantamos que ele é uma pessoa que se intitula ex-magistrado, ora diplomata, ora embaixador da ONU. As informações ainda são passíveis de melhor apuração, mas que a princípio não são verdadeiras.”

Ainda segundo Barboza, ao se aproximar da vítima, o estelionatário mostrou requinte e deu sinais de ser culto e articulado.

“Ele convencia a vítima de que participava de um ciclo diferenciado na sociedade. Ao estabelecer o casamento, ele solicitava coisas requintadas, de altíssimo valor, que eram bancadas pela família da própria vítima. A partir daí se acreditava que grandes nomes da sociedade compareceriam no casamento, que seria feito com luxo e sofisticação. Mas no momento do casamento o noivo não apareceria”, conta.

O suspeito, que seria advogado e teria um imóvel em Rio Preto, não foi localizado pela polícia e está sendo procurado.

Essa seria a segunda vez que o estelionatário aplica o mesmo golpe na cidade. O primeiro, datado de 2016, corre em segredo de Justiça.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

você pode gostar também
Comentários
carregando...
WhatsApp Logo Fale conosco via WhatsApp
ga('require', 'GTM-5C3R9D4');