Mulher escapa de cárcere privado depois de dopar companheiro

459
DHOJE INTERIOR
Devilson
Bamyam topo
Marcos Dentista
prefeitura aniversario

Um homem foi preso na manhã desta sexta-feira (8), após manter a companheira e as duas filhas dela em cárcere privado. O caso ocorreu no distrito de Engenheiro Schmidt. Segundo a vítima, há três meses o companheiro começou a usar crack e se tornar agressivo “Nós nos conhecemos a cinco meses, através da mãe dele, que trabalhava comigo. Ele era outra pessoa, trabalhava em uma clinica de reabilitação, não era agressivo. Há três meses fomos morar juntos. Ai ele começou a usar drogas, perdeu o emprego. Quando eu falei que eu não queria que ele usasse crack, ele se tornou agressivo”, explica a vítima 

A cuidadora de idosos e as suas duas filhas, de 16 e 12 anos, foram mantidas em cárcere privado por 24 horas. “Eu coloquei ele para fora de casa porque estava usando drogas. Mas de madrugada ele voltou, pulou o muro e não saiu mais” 

Veja também  Moradora de Fernandópolis não consegue ganhar R$ 38 mil de clube

“Minhas filhas ficaram com medo, queriam ir para a casa do pai, mas ai ele começou ameaçar elas com uma faca, falando que se elas saírem de casa ele ia cortar todo mundo. Falava que não tinha medo de cadeia não. Ele me fez ir ao banco sacar 50 reais para conseguir pagar dívidas de drogas. Se eu não voltasse ia matar minhas filhas”, conta a cuidadora. 

A mulher só conseguiu ligar para a polícia, depois que dopou o homem “Ele estava drogado e como eu tenho depressão, consegui amassar alguns calmantes e colocar no refrigerante dele. Assim que ele dormiu, consegui chamar a polícia” 

Veja também  PROFESSOR É FLAGRADO MASTURBANDO GAROTO DE 14 ANOS

O homem foi preso em flagrante, “Ele vai responder pelos crimes de ameaça, sequestro cárcere privado e extorsão. Como juntou todos esses crimes, eles se tornam inafiançável. Então ele vai aguardar a audiência de custódia que acontece amanhã e o juiz vai ver quanto tempo ele vai ficar preso”, explica Cristina Santana, delegada responsável pelo caso. 

“É complicado, acho que vou ter que sair daquela casa agora, tenho medo dele voltar”.

Deixe seu comentário

SHARE