bannrer facmol

Comerciante perde R$ 7,8 mil no golpe de venda online

0 293
plis

Um comerciante de 35 anos, de Andradina perdeu R$ 7,8 mil ao cair em um golpe que vem sendo muito aplicado em sites de compra e venda de produtos usados. Ele tentava comprar uma Honda Biz, cujo valor era bastante atraente, e acabou perdendo o dinheiro. Recentemente um contador de Araçatuba perdeu R$ 166 mil no mesmo tipo de golpe.

O comerciante contou à polícia que encontrou pelo site OLX um anúncio de uma Honda Bizz pelo valor de R$ 10 mil, e o anunciante se identificava como Fábio. Na verdade, era um anúncio clonado, e a moto pertencia a a uma vendedora de 30 anos, moradora em Bento de Abreu. Mas nem ela e nem o comprador sabiam que havia este anúncio duplicado pelo golpista, que pegou todos os dados do anuncio verdadeiro e republicou com o seu telefone.

O comerciante ligou para o suposto vendedor, Fábio, e demonstrou interesse na moto. O golpista inventou uma história de que a moto é da sua prima e ele havia pego como dívida, e para tirar logo a moto do nome dela, faria por R$ 7,8 mil. Esse desconto de forma fácil atraiu ainda mais o interesse do comerciante, que pediu para ver a moto.

Para concretizar o golpe, Fábio ligou para a vendedora e inventou uma outra história, a de que iria comprar a moto para pagar uma dívida, e que o credor iria ver a moto pessoalmente, caso ele gostasse, poderia entregar que o pagamento seria feito por ele (Fábio). O golpista ainda pediu para que a mulher não falasse nada sobre valores e que era para confirmar que seria prima dele.

Agendada a data para visita, ele marcou com o comerciante, que foi ver a moto pessoalmente. Ele gostou e entrou em contato com o golpista dizendo que iria ficar com o veículo. O golpista então enviou um falso comprovante de depósito para a dona da moto. Paralelamente, o comerciante fez um depósito para o golpista no valor de R$ 7,8 mil.

Quando estavam no cartório, a dona da moto percebeu que o comprovante enviado pelo golpista não correspondia a nenhum depósito em sua conta, e durante conversa com o comerciante, percebeu que havia duas histórias. O comerciante questionou se ela realmente era prima do suposto Fábio, e a mulher disse que não. Mas havia confirmado a pedido dele, sem saber que tratava-se de um golpe.A Polícia Civil vai investigar o caso.

Comentários
Loading...

You're currently offline

Envie sua Pauta ou sugestão
%d blogueiros gostam disto: