Japão emite mandado de captura para a mulher de Carlos Ghosn

323
plis

A justiça do Japão emitiu um mandado de captura para Carole Ghosn, a mulher de Carlos Ghosn. O ex-presidente da Nissan fugiu para o Líbano na semana passada.

Os procuradores japoneses emitiram um mandado de captura para Carole Ghosn, a mulher de Carlos Ghosn. Em causa estará a suspeita de um falso testemunho no processo que envolve o ex-presidente da Nissan. 

De acordo com a Bloomberg, as autoridades japonesas enviaram um comunicado esta terça-feira, dando conta do mandado para Carole Ghosn, que está agora no Líbano com Ghosn. Isto significa que se a mulher do empresário regressar ao Japão será detida. 

A mulher do ex-presidente da Nissan é suspeita de ter dado um falso testemunho em abril quando os procuradores lhe perguntaram sobre o caso do marido. Ambos estiveram impedidos de se encontrar enquanto Ghosn esteve detido no Japão, uma vez que as autoridades suspeitam que a mulher o ajudou a encobrir os crimes. 

Isto apesar de o empresário ter afirmado que nenhum dos membros da família o ajudou a escapar para o Líbano. Num comunicado, a 2 de janeiro, disse ter “planeado tudo sozinho”. Uma fuga que, segundo a Nissan, “desafia o sistema judicial” do Japão.

Foi a 30 de dezembro que foi avançado que Carlos Ghosn, que estava em prisão domiciliária no Japão a aguardar julgamento por, entre outros crimes, evasão fiscal, chegou ao Líbano. Perante a fuga, a Interpol enviou um mandado internacional para a detenção do ex-presidente da Renault-Nissan.  

O empresário tinha que se apresentar, nos próximos meses, perante os tribunais de Tóquio para responder às irregularidades financeiras de que é acusado durante a gestão da Nissan Motor.

você pode gostar também
Comentários
Loading...
Envie sua Pauta ou sugestão
%d blogueiros gostam disto: