Banner fixo Prefeitura

MPF pede que Secretaria Estadual de Saúde diminua espera de atendimento do SUS na região de Jales

247

O Ministério Público Federal (MPF), em Jales, enviou uma recomendação à Diretoria Regional de Saúde de Rio Preto para que sejam tomadas medidas a fim de diminuir a espera nos atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) da região.

O pedido ainda inclui uma avaliação na solicitação de reclassificação da Santa Casa de Jales, para que se torne Hospital Estratégico no programa ‘Santas Casas SUStentáveis’, do Governo do Estado, aumentando as especialidades atendidas pelo SUS.

Também foram solicitadas medidas de descentralização dos serviços de média e alta complexidade que para outras entidades hospitalares da região. Atualmente, esses serviços são prestados pelo Hospital de Base de Rio Preto.

A recomendação veio depois do MPF receber diversas queixas de usuários do SUS da região de Jales sobre a excessiva demora nas filas para consultas com especialistas, exames e cirurgias.

Essa situação também foi apontada em relatório do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, indicando casos de espera de até sete anos para cirurgia plástica e neurologia, além de previsão de 20 anos para o atendimento do último paciente da fila de neurologia, diante das cotas ofertadas ao Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Jales.

Além dos custos sociais e humanos, os deslocamentos diários de inúmeros pacientes da região, principalmente para Rio Preto, geram impacto financeiro ao poder público e aos usuários. Somente em Jales, estima-se uma média mensal de 1.926 pacientes transportados, com mais de mil acompanhantes, gerando despesas somente de combustível na ordem de R$ 54 mil.

A Santa Casa de Jales de Jales informou ao MPF o interesse em aumentar os serviços prestados no SUS, desde que seja feita uma adequação financeira para o hospital e a sua reclassificação no programa do governo.

O MPF deu o prazo de 30 dias para a Diretoria Regional de Saúde de Rio Preto avalie a situação do pedido de reclassificação da Santa Casa de Jales, além de promover medidas de descentralização dos serviços do SUS e ampliar ou redistribuir as cotas mensais nos AMEs da região.

dhoje

você pode gostar também
Comentários
Loading...
Envie sua Pauta ou sugestão
%d blogueiros gostam disto: