bannrer facmol

Mulher sofre traumatismo ao ajudar servidor de Prefeitura

316
plis

Uma mulher de 45 anos sofreu graves lesões no crânio ao ajudar um funcionário da Prefeitura Municipal de Votuporanga na limpeza de uma galeria pluvial, na rua Tocantins, no bairro Patrimônio Novo. O caso aconteceu no dia 22 de maio.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pelo marido da vítima, a mulher possui um estabelecimento comercial na rua Tocantins e acionou a Prefeitura Municipal para que fosse realizada a limpeza de um bueiro existente em frente ao local.

Conforme consta na ocorrência, um funcionário da Administração Pública foi até a rua Tocantins com um caminhão pipa para concluir o trabalho. Sem a companhia de outro servidor, o homem desenrolou a mangueira de água, colocou na galeria pluvial e solicitou que a vítima o auxiliasse, segurando a mangueira de esguicho de água.

De acordo com o boletim, a mulher atendeu o pedido. O servidor ligou o sistema de emissão de água, no entanto, ao acionar, este provocou forte pressão na mangueira, então a vítima foi arremessada de costas contra o solo, resultando em graves ferimentos na região da cabeça e corpo.

Segundo informações do marido da vítima ao jornal A Cidade, naquele momento, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o Samu, estava passando próximo do local, levando um paciente para receber atendimento, e parou para prestar socorro à vítima. “Ela foi levada para o Pronto-Socorro da Santa Casa de Votuporanga; lá ela fez exame de tomografia e foi constatado que tinha fraturado o crânio, na parte de trás”, contou.

O boletim de ocorrência foi registrado contra a Prefeitura como lesão corporal culposa. A polícia realizou a reconstituição do acidente, onde, de acordo com o marido da vítima, o funcionário teria afirmado que ele não era deste setor e que teria sido designado pelo seu encarregado para fazer o serviço, já que, naquele momento, não havia ninguém.
Revoltado, o companheiro da vítima declarou que espera que todos os envolvidos sejam responsabilizados pelo ocorrido.

O A Cidade procurou o Poder Executivo para relatar o caso e foi informado que “a Secretaria de Obras está ciente e solicitou à Procuradoria Geral do Município abertura de Sindicância Investigatória para apurar o ocorrido”.

você pode gostar também
Comentários
Loading...
Envie sua Pauta ou sugestão
%d blogueiros gostam disto: