Anuncie Aqui

SUSPEITA DE TORTURAR E MATAR IRMÃO EM SÃO ROQUE ESTÁ EM CELA ISOLADA

1.159
FERMED PLUS

MAYCON ROQUE FOI ENCONTRADO MORTO PELA MÃE NA NOITE DE ONTEM (4). IRMÃ DA VÍTIMA, KARINA APARECIDA DA SILVA ROQUE, DE 18 ANOS, CONFESSOU O CRIME. 

Desde à noite de ontem (4), a jovem suspeita de torturar e matar o irmão, em São Roque/SP, está isolada em uma cela de inclusão na Penitenciária Feminina de Votorantim/SP. De acordo com a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), a medida foi tomada para resguardar a integridade física dela. 

O corpo do menino de 5 anos foi enterrado no Cemitério da Paz, em São Roque, no fim da tarde desta sexta-feira. Maycon Aparecido da Silva Roque foi encontrado com os olhos furados, com o pênis decepado e cercado por velas. 

A irmã dele, Karina Aparecida da Silva Roque, de 18 anos, confessou o crime. Ela estava em casa, no bairro Gabriel Pizza, com o irmão e contou à polícia que o chamou para brincar no quarto, quando o matou asfixiado com um travesseiro. 

Quando a mãe chegou, Karina não a deixou entrar. A mulher chamou um cunhado, que arrombou a porta e encontrou o menino morto e com sinais de tortura. A jovem tentou fugir da casa e chegou a agredir o tio com uma pedrada, mas foi contida até a chegada da polícia. 

Segundo a polícia, Karina fez cortes pelo corpo do garoto e queimou algumas partes. Ela ainda decepou o pênis do irmão e disse aos policiais que comeu o órgão. A vítima também teve os olhos furados. A polícia investiga se o irmão de Karina foi morto durante algum tipo de ritual. 

A polícia informou que Karina ainda queimou o celular. Ela deve passar por exames para averiguar se estava sob efeito de algum produto entorpecente. 

O caso foi registrado na delegacia de São Roque e a suspeita teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva durante a audiência de custódia. 

Ela vai responder por homicídio qualificado consumado pela morte do irmão, tentativa de homicídio do tio e maus-tratos, porque chegou a morder o cão da família, que avançou nela enquanto era rendida pelo parente. 

A família relatou à polícia que a jovem nunca apresentou problemas e que sempre cuidou do irmão. 

você pode gostar também
Comentários
Loading...
Envie sua Pauta ou sugestão