prefeitur
devilson

Família espera trazer jovem para a região

2.319

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Se recupera bem o jovem empresário da região que foi encontrado no último dia 6 de agosto com vários ferimentos na cabeça embaixo de uma ponte no Lago Paranoá, em Brasília. Jelder Eric Lourenço, de 25 anos, foi encontrado com sinais de espancamento e traumatismo craniano.

O empresário e sociólogo, que mora sozinho em um apartamento na Capital federal, foi socorrido e transferido para o Instituto Hospital de Base de Brasília, ficando internado na UTI. Agora, a família tenta trazê-lo para Rio Preto. O caso está sendo investigado pela 1° Delegacia de Polícia, na Asa Sul, em Brasília, e até esta quinta-feira, 23, ninguém havia sido preso. A polícia mantém a investigação em sigilo e não revela quais são as hipóteses para o crime.

Pai de Jelder, Abner Paulo Lourenço, de 49 anos, diz que havia feito contato com o filho no sábado, dia 4, e depois não conseguiu falar com ele nem no domingo nem na segunda. Ligou para um amigo do filho e pediu para que verificasse o que havia ocorrido. Sem notícias, o amigo acionou a polícia.

Desesperados, pai e mãe, com a roupa do corpo, foram a Brasília à procura de informações do paradeiro do jovem de 25 anos. “Meu filho entrou no hospital com traumatismo craniano e em estado gravíssimo, mas o nosso estado de desespero aumentou, pois não tinha vaga na UTI, ele não tem plano de saúde. Foi um desespero total”, falou o pai. Com ajuda de amigos, a família fez uma vaquinha, arrecadou R$ 45 mil e conseguiu interná-lo.

A família aguarda decisão dos médicos para poder trazer o filho para a região. “O importante é ver meu filho bem, isso é o que mais quero agora”.

(Colaborou Rone Carvalho)

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

você pode gostar também
Comentários
carregando...
WhatsApp Logo Fale conosco via WhatsApp
ga('require', 'GTM-5C3R9D4');